terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Feliz 2012

Um bom ano para todos os meus amigos!
Que 2012 exceda as vossas melhores expectativas!


Feliz Ano Novo

domingo, 25 de dezembro de 2011

Balanço de 2011

Li num blog, não sei precisar qual, que um blogger que se preze tem de fazer um balanço do seu trabalho nos últimos dias de cada ano. Como ainda sou verde neste campo, cá vai.

Em termos de autores que referi aqui neste meu cantinho, ainda muito há para postar, as suas obras são apenas referências singelas, pois cada um deles tem um mundo para descobrir, um mundo de leitura e fantasia.  Foram dez autores de literatura infanto-juvenil, portugueses, cujas obras exploro nas minhas aulas e que, apesar de os repetir, continuo a receber feedback muito positivo por parte dos grupos com que trabalho.
É motivador e compensador fazer os nossos alunos sonharem e crescerem com a leitura, a poesia, a fantasia e o sonho!

Em relação às minhas leituras superei largamente as minhas expectativas. Pensei ler cerca de 75 livros, ultrapassei os 100. Diversifiquei as leituras, desde o Romance à Fantasia, até ao Romance Histórico, passando pelos Eróticos e  Policiais. Para isto contribuíram todos os amigos e amigas que fiz ao longo do ano nos Fóruns e Blogs sobre livros. Obrigada!

Elaborei ainda um TOP 10 dos livros que li este ano e que se encontra aqui.

Dos cinco desafios literários de 2011, nos quais me inscrevi, consegui terminar quatro. Foi um saldo positivo, porque o que gosto mesmo é de ler!

Em 2012, pretendo continuar a seguir os Blogs e Fóruns que já acompanho, quero continuar a ler os meus autores preferidos, descobrir alguns que goste, comprar menos livros para economizar e diminuir o número dos que tenho para ler cá em casa.

Em relação ao meu Blog, vou também dar a conhecer alguns ilustradores de livros infanto-juvenis. A meu ver um livro deste género é 50% ilustração, e esta, por vezes, é tão ou mais importante que a própria história. Temos em Portugal ilustradores fantásticos que, frequentemente, ficam à margem dos livros que ilustram. Espero dar o meu contributo nessa divulgação.

Vamos ver o que se consegue!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Top 10 de 2011


1- Os pecados de Lord Easterbrook - Madeline Hunter  
2- Jogos na noite - Sherrilyn Kenyon
3- O beijo da noite - Sherrilyn Kenyon
4- Antes do amanhecer - Sara McDonald
5- Pecados na noite - Sherrilyn Kenyon
6- Lealdade Mortal J. D. Robb
7- Calafrio - Sandra Brown
8- Um amor quase perfeito - Sherry Thomas
9- Ligações proibidas - Cheryl Holt
10- O erro da rainha - Diane Haeger

domingo, 18 de dezembro de 2011

Passatempo 2 - Resultado


"Um romance sensual que nas noites de inverno será a sua companhia ideal"





A vencedora do Passatempo de Natal do Blog foi:
 Sara Barros
Mts Parabéns!



PS: Fiquei admirada como tantas pessoas desconhecem que a escritora é Mexicana.

sábado, 17 de dezembro de 2011

O mundo em que vivi

 
Críticas de imprensa
"Numa escrita inexcedivelmente sóbria e transparente, e através de breves episódios, este romance conduz-nos em crescendo de emoção desde a primeira infância rural de uma judia na Alemanha, pelos finais da Primeira Grande Guerra Mundial, até ao avolumar de crises (inflação, desemprego, assassínio de Rathenau, aumento da influência e vitória dos Nazistas) que por fim a obrigam ao exílio mesmo na eminência de um destino trágico num campo de concentração. Há uma felicíssima imagem simbólica de tudo, que é a do lento avançar de uma trovoada que acaba por estar "mesmo em cima de nós". Assistimos aos rituais judaicos públicos e domésticos, a uma clara atracção alternativa entre a emigração para os E.U. e o sionismo. Fica-se simultaneamente surpreendido pela correspondência e pelas diferenças entre o adolescer e o viver adulto em meios culturais muito diversos, pois há relances de vida religiosa luterana, católica e de agnosticismo à margem da experiência judaica ortodoxa. Perpassam figuras familiares de recorte nítido: os avós da aldeia, o pai, negociante de cavalos, desfeitado por anti-semitas e falecido de cancro, os tios progressistas Franz e Maria, o avô Markus, a amorável avozinha Ester (Kleine Oma), Paul (o jovem quase-namorado que se deixa intimidar pelo ambiente), Kurt (o jovem enamorado assolapado, culto e firme nas suas convicções). A acção é desfiada numa sucessão de fases biográficas progressivamente dramáticas - e nós acabamos por participar afectivamente de um destino ao mesmo tempo muito singular e muito típico, que bem nos poderia ter cabido. Um romance de características únicas na leitura portuguesa - e emocionalmente certeiro."
(Óscar Lopes - Wook)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

sábado, 10 de dezembro de 2011

Beatriz e o plátano



Livro recomendado para apoio a projectos relacionados com Natureza/Defesa do Ambiente para os 3º, 4º, 5º e 6º anos de escolaridade.

SINOPSE: "Este livro conta a história de uma menina chamada Beatriz, que todos os dias vê diante da sua janela um enorme plátano. Para Beatriz, aquela árvore fazia parte da sua vida, tal como um verdadeiro amigo. Um dia, as autoridades decidem deitar o plátano abaixo, porque uma árvore tão antiga não se enquadrava na moderna paisagem planeada para a cidade. É a determinação de Beatriz em defesa do seu "amigo", que acaba por salvá-lo."

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Na Quinta das Cerejeiras


SINOPSE: "Obrigados a abandonar a aldeia onde sempre tinham vivido e a ir morar para a cidade, a Senhora Rosa e o seu filho Luís sentem uma profunda tristeza ao depararem com um mundo cinzento, sem flores nem árvores de fruto, sem animais de criação nem alegria: a "Quinta das Cerejeiras" — assim se chamava a urbanização para onde foram morar —, mais não era do que um aglomerado de torres altas, todas elas alinhadas paralelamente. Após uma primeira fase de algum desalento, cada um consegue encontrar formas alternativas de encarar aquele mundo sombrio e hostil."


Uma pequena maravilha da literatura!
O momento tão difícil que atravessamos, confronta-nos com escolhas e com a possibilidade real de termos de deixar as nossas terras. Este livro retrata situações relacionadas com essa realidade num passado que se torna presente e futuro.

Autor do mês - Ilse Losa


BIOGRAFIA: "Nasceu em 20 de Março de 1913 na pequena aldeia de Bauer, perto de Hannover, no Norte da Alemanha.
Quando tinha cerca de 16 anos a família teve dificuldades financeiras: após a morte do pai o dinheiro não era suficiente para as despesas. A jovem Ilse partiu então para Londres para aperfeiçoar o inglês; tomou conta de crianças e frequentou uma escola.
Ao regressar à Alemanha os partidários de Adolf Hitler começavam a dominar o país. Tentou estudar e trabalhar em Berlim, mas como era judia teve de fugir do país para não ser levada para um campo de concentração.
Assim, em 1934, em plena 2ª Guerra Mundial, acabou por refugiar-se em Portugal, onde adquiriu a nacionalidade portuguesa. Fixou-se no Porto e casou com o arquitecto Arménio Losa.
Publicou romances, contos, crónicas, trabalhos pedagógicos e muitos livros para crianças. Fez também traduções de alemão para Português.
O livro "A Quinta das Cerejeiras" teve o Prémio Gulbenkian de Texto em 1982. Em 1984, Ilse Losa obteve o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças pelo conjunto da sua obra.
Faleceu no Porto, em 6 de Janeiro de 2006, com 92 anos."
(in guida.querido.net)

sábado, 3 de dezembro de 2011

Passatempo 2


Laura Esquível
Edições Asa

Regras para participar:
1-      Só é aceite uma participação por pessoa, mail e residência.
2-      Só são aceites participações de residentes em Portugal.
3-      O vencedor será sorteado, contactado por mail e o resultado publicado neste Blog.
4-      Todas as participações com a primeira resposta errada serão anuladas, assim como as que não obedeçam às regras estipuladas.
5-      A administração do Blog não se responsabiliza pelo possível extravio dos exemplares no correio.
6-      O passatempo é válido até às 23h 59m do dia  17 de dezembro corrente



quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

sábado, 19 de novembro de 2011

Intemporal

Intemporal!


"Posso ter defeitos,
viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo
e que posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver,
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas
e tornar-se um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si,
mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho? Guardo todas.
Um dia vou construir um castelo..."


(Fernando Pessoa)

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Pontes entre nós

'Tou numa de construir pontes

A casa feita de sonho


Por vezes construimos várias casas durante a nossa vida, que não resistem aos embates do tempo. Contudo, aquela que é contruída com sonhos, nada a pode destruir.
Mais um maravilhoso livro de Ricardo Alberty!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Quentes e boas

A nossa música, tão maravilhosa!
A não menos maravilhosa voz de Carlos do Carmo!
As nossas tradições!

A galinha verde

"Sete lições de vida em outras tantas narrativas – uma galinha verde, perante a má-língua das outras galinhas sobre a sua cor, demonstra que é igual às outras, trabalhadora e boa mãe, e assiste ao enxovalho das denunciantes; o casamento de uma fada com um bicho-da-seda; um charco, feio, sente-se imprestável face à beleza da lua, mas apercebe-se que pode fazer os pássaros felizes; próximo da escola, junto de um vendedor ambulante de gelados, há contrastes sociais terríveis; uma andorinha, uma violeta e uma velha árvore conversam sobre as dificuldades da vida; os caprichos de uma borboleta que queria ter umas botas; as memórias de vida de um guarda-chuva, velho, cansado e abandonado num sótão."
(casa da leitura.org)

Ricardo Alberty - Autor do mês



BIOGRAFIA: "Nasceu em Lisboa em 22 de Agosto de 1919, com o nome completo de Ricardo da Costa Rosa y Alberty.
Frequentou o Curso Superior de Letras e o Conservatório Nacional, tendo concluído o curso de Desenho e Pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes.
Fez traduções (de Walt Disney), adaptou clássicos da literatura infanto-juvenil mundial - desde autores importantes como Grimm até contos tradicionais (da África ao Tibete, da Espanha ao México) e fábulas de Esopo - e traduziu obras de William Shakespeare.
Além disso escreveu muitas obras literárias, sobretudo para crianças: contos, fábulas, peças de teatro infantil e de fantoches.
Foi um elemento importante do "Grupo de Amigos de Olivença"
O seu primeiro livro, "A galinha Verde", é provavelmente o seu livro mais conhecido; teve várias edições, e recebeu, em 1960, o "Prémio Maria Amália Vaz de Carvalho". A sua peça "O Guarda-Chuva e a Pomba" é considerada o primeiro texto teatral para mimo escrito em Portugal e destinado a crianças.
Os temas das suas histórias são, geralmente, a tradição, o conto de fadas, as histórias maravilhosas; usa uma linguagem terna, cheia de cor e imaginação.
Recebeu, em 1980, o "Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura Para Crianças", ex-aequo com Matilde Rosa Araújo.
Faleceu em Lisboa, em 1992."
(guida.querido.net)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O diário da madrasta - Opinião

Clube BlogRing


SINOPSE: "No outro dia, li os diários da minha filha. E deixem-me partilhar uma coisa convosco. Podem pensar que sabem o que se passa na vossa família. Mas, acreditem em mim, estão enganados.
Sappho está apaixonada. O dia do seu casamento com Gavin marca o início de uma nova vida, na qual tudo parece finalmente fazer sentido. Mas a feliz noiva não tinha contado com Isobel, a filha de Gavin…
Aos olhos de todos, Isobel é uma rapariga encantadora que acolhe a sua nova madrasta de braços abertos. Porém, há algo que as alegres fotografias de família e a fachada impecável da sua casa não revelam. Algo com consequências imprevisíveis.
A madrasta malvada é uma figura clássica da literatura. De Cinderela a Hamlet, ela é retratada como uma manipuladora maquiavélica decidida a anular os filhos do marido. Mas a realidade nunca é assim tão simples. Com a ternura e a perspicácia que fizeram de Fay Weldon uma das mais queridas autoras do público inglês, O Diário da Madrasta é um romance perturbador e notável sobre a vida familiar contemporânea.
Um verdadeiro conto de fadas dos tempos modernos."

OPINIÃO:

A escrita desta autora não é muito fácil, mas dada a força da sua narrativa, prendeu-me pelo interesse e pelo tema que aborda de tal modo que, li o livro em dois dias!

Emily, uma psicoterapeuta freudiana e já reformada, tem acesso ao diário da sua filha Sappho, diário esse que é o relato de uma vida. Sappho madrasta de Isobel, juntamente com o seu marido, Gavin, tentam ser os protagonistas das vidas uns dos outros e, de tal forma lutam por isso que nos fazem encarar a família de modo diferente do qual a encarámos até agora. Os desejos, ambições e atitudes de Gavin e Isobel deixam-nos sem palavras e sem saber o que pensar sobre a sua forma de amar. Já Sappho é mais “humana” e “real”. Emily serve de ligação entre todos e leva-nos a refletir sobre os acontecimentos, emprestando ainda à história um pouco de humor.

É um livro forte, perturbador, que nos leva a refletir sobre as nossas vidas, as nossas relações e as nossas escolhas. Será que todos temos consciência do que se passa nas nossas casas com os nossos familiares, nomeadamente com os nossos filhos?!

A sensação com que ficamos é que nem tudo é o que parece, nada é garantido, mesmo que o amor seja o alicerce da relação.    4****

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Histórias pequenas de bichos pequenos


Livro de contos muito breves, tipo fábulas, dedicado aos animais mais pequenos: pulgas, escaravelhos, joaninhas, traças, libelinhas, bichos-carpinteiros, baratas, mosquitos,  etc. Há também um bicho grande, um hipopótamo! Mas anda a fazer dieta. E a bomba atómica insecticida, que ameaça destruí-los a todos. E, cuidado, a nós também...
Um livro recomendado pelo PNL, que é uma doçura! Adoro trabalhar com ele e, por vezes, na nossa sala, as pequenas histórias de bichos pequenos tornam-se grandes histórias de todos os bichos,...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O brincador

É muito dificil escolher um livro, pode ser um que considero melhor, o que gosto mais, o que recebeu mais prémios, o mais vendido, o mais ...
A obra de Álvaro Magalhães toda ela é mais!
Assim, escolho esta maravilhosa obra que ainda hoje me fascina por ser magnífica e por conseguir cativar leitores de todas as idades.



"Esta colectânea de poemas foi publicada pela primeira vez justamente em 2005, numa edição especial comemorativa daquela efeméride e dela se fizeram mil e quinhentos exemplares numerados e assinados pelo Autor. Os poemas nela incluídos foram retirados de Isto é que foi ser! (1984), O reino perdido (1986) e O Limpa-palavras e outros poemas (2000), a que se juntaram, em 2005, cinco poemas inéditos.
Esgotada essa edição única e exclusiva, é agora a vez de O brincador ser publicado em edição normal, juntando-se assim às restantes obras do Autor, na Biblioteca que a ASA lhe consagra para esse efeito.
A memória, a relatividade do tempo, o elogio da infância, a tensão entre abstracto e concreto, real e imaginário, ou o poder da linguagem (as palavras e as coisas como elas são, e também como elas não são): eis a matéria sensível dos poemas que compõem esta colectânea, poemas além do mais aptos para todas as idades, já que vêm cativando simultaneamente crianças e adultos. "
(Wook)

sábado, 8 de outubro de 2011

O limpa-palavras e outros poemas


"Uma nova coletânea de poemas do autor de O Reino Perdido para leitores de todas as idades.
Um homem que recolhe palavras durante a noite e trata delas durante o dia: o limpa-palavras. A palavra obrigado agradece-lhe. A palavras brisa refresca-o. A palavra solidão faz-lhe companhia.
Um guarda-redes míope que confunde a realidade com a sua imaginação. Não vê o jogo, mas pode imaginá-lo. Melhor do que saber o que está a acontecer é saber o que poderia ter acontecido?
Uma série de portas sem as quais nada acontecia. Um sorriso abre-as. Uma palavra também, se for uma palavra-chave. E mais, muito mais..."
(Wook)

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 3º ano de escolaridade destinados a leitura orientada na sala de aula - Grau de Dificuldade III.
Experimentem trabalhar com este livro, é um desfio compensador!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Amália

Uma voz que não se esquece torna-se imortal!

Steve Jobs

O mundo e as nossass vida ficaram privadas de mais um génio.
Muito obrigado por teres existido, tornaste de certeza a vida mais fácil  e o  mundo mais uno.
Agora é saber aproveitar!

"O nosso tempo é limitado, por isso não o percamos nas vidas dos outros. Não fiquemos encurralados em dogmas, isso é viver com os resultados do pensamento de outras pessoas. Não deixem que o ruído das opiniões dos outros torne a nossa voz interior inaudível. E acima de tudo, tenham a coragem para seguir o vosso coração e a vossa intuição. De alguma forma, eles sabem aquilo em que verdadeiramente nos queremos tornar. Tudo o resto é secundário. "                                              Steve Jobs

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Álvaro Magalhães

O autor de literatura infanto-juvenil do mês.


 BIOGRAFIA :
"Álvaro Magalhães nasceu no Porto, em 1951. Começou por publicar poesia no início dos anos 80, em 1982, publicou o seu primeiro livro para crianças, intitulado “História com muitas Letras”.
Desde então construiu uma obra singular e diversificada, que conta atualmente com mais de três dezenas de títulos e integra contos, poesia, narrativas juvenis e textos dramáticos. As suas obras para a infância, onde reina a força do imaginário e da palavra, são o produto de uma sensibilidade espiritualizada que reivindica a totalidade mágica da existência e apelam permanentemente à imaginação e ao sonho, não como formas de escapismo mas como factores poderosos de modelação do ser.
Mais recentemente, acrescentou à sua obra a série “Triângulo Jota” de narrativas de mistério e indagação, sendo considerado “o primeiro a conseguir reformular e enriquecer, com sucesso, os modelos conhecidos”. Atualmente com 16 títulos, a “Triângulo Jota” cativou já perto de um milhão de leitores. Embora a ação dessas histórias seja por vezes vertiginosa, constitui-se como palco para o teatro dos sentimentos. As personagens, expurgadas de infantilidades e artificialismo, são construídas a partir do espaço e do tempo da sua consciência e não pela sua esfera de ação, o que as torna reconhecíveis. A perfeição estrutural dos enredos, um uso peculiar do fantástico e uma “visualidade” quase cinematográfica são algumas das qualidades dessas e de outras obras narrativas do autor. Considerado um dos mais importantes escritores da sua geração, pela originalidade e singular irreverência da sua obra, Álvaro Magalhães foi várias vezes premiado pela Associação Portuguesa de Escritores e pelo Ministério da Cultura, logo desde o início da sua carreira literária. Integrou a delegação portuguesa ao Salão do Livro de Genebra de 2001, em que Portugal foi convidado de honra. Neste mesmo ano, o título Hipopóptimos – “Uma História de Amor” foi seleccionado para integrar o Projecto BARFIE (Books and Reading For Intercultural Education), que visa a construção de uma biblioteca europeia composta por obras de reconhecida importância para a promoção da educação intercultural."

(in Blog No Lugar do Ouro)

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Passatempo 1/Resultado


LER É VIVER faz hoje seis mesitos e tem a honra de oferecer o 1º livro do seu 1º passatempo.


Já temos Vencedor(a)
Parabéns à
Ana Rita Ferreira Ribeiro (nº22)

True Random Number Generator


22
Powered by RANDOM.ORG


Obrigada aos 25 participantes neste passatempo, obrigada por tornarem este blog mais rico!

sábado, 10 de setembro de 2011

A Praia da Memória - Opinião


SINOPSE: "Lexi e Clare são as melhores amigas. Cresceram juntas na pequena ilha de Nantucket, onde partilharam as habituais brincadeiras de criança, as primeiras paixões da adolescência e os seus segredos e desejos mais íntimos. Muito do tempo de ambas era passado no seu esconderijo secreto: a praia das Conchas-Lua, um lugar mágico, onde o futuro parecia cheio de promessas. Tal como o refluxo das marés, a amizade das duas oscila entre os desejos de uma e as ambições de outra. Até que, aos dezanove anos, Lexi deixa a ilha, optando por uma vida de luxo, longe de tudo e de todos, e Clare permanece no lugar onde sempre viveu. Dez anos depois, Lexi farta-se de uma existência vazia e regressa à ilha, determinada em reconciliar-se com os pais, Clare e, acima de tudo consigo própria. Dez anos de ausência têm o seu peso e a reunião das amigas não é fácil, apesar de tudo o que viveram juntas. Lexi interroga-se então se a felicidade e a união que outrora haviam partilhado na praia das Conchas-Lua serão tão fugazes como o tempo e a maré…"

OPINIÃO:
A Praia da Memória conta-nos a história simples, fresca, envolvente e doce de duas amigas de infância, Clare e Lexi que, acabam por se afastar, em determinada altura das suas vidas, ao fazerem escolhas próprias e decisivas para cada uma. Reencontram-se dez anos mais tarde, quando Lexi volta à ilha onde morou e vai tentar recuperar a amizade de Clare que, entretanto não saiu da ilha.

O desentendimento entre estas duas amigas foi encarado pela autora como algo perdoável e nada dramático onde a amizade falou sempre mais alto.
Com uma escrita fluida e simples, a autora proporcionou-nos uma leitura bastante descontraida, com descrições de cenários magníficos e deslumbrantes. O "drama" desta amizade posta em causa, dilui-se na história, porque a autora leva-nos para o campo da esperança, do saber perdoar e do aproveitar, sem complexos nem ressentimentos, as oportunidades que a vida nos reserva, sejam elas primeiras ou segundas. Talvez seja esta visão, tão mágica, da vida que torna este livro maravilhoso. É tão bom saber que a vida pode ser magia e que milagres acontecem.

No entanto, acho que a história e os sentimentos das personagens poderiam ter sido mais explorados e aprofundados pois, tornariam o livro, certamente, mais forte.

Em relação ao final, um pouco aberto, gostei bastante dele, nomeadamente do desfecho para a Clare e da possibilidade de felicidade para a Lexi.

Um livro muito agradável!    4****

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A Menina do Mar


A Menina do Mar é um livro  absolutamente fantástico, pela beleza da história, pelos sentimentos que desperta no leitor, pelo encontro com o mundo maravilhoso que é o fundo do mar… É um livro obrigatório!
Esta história já foi adaptada e encenada por Filipe La Féria  e apresentada no Taetro Politeama.

A obra desta autora é tão vasta e importante, que apenas estes três exemplos não lhe farão justiça, certamente!

A Fada Oriana


Este livro, A Fada Oriana, foi escrito por Sophia de Mello Breyner Andresen em 1958.
É um texto marco da literatura infantil e juvenil portuguesa que fala da construção do ser e da aquisição de valores fundamentais pelo indivíduo.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Freddie Mercury

Como admiradora nº1 dos Queen e do Freddie, não poderia deixar de assinalar esta data, dia em que faria 65 anos.
Freddie és uma Lenda, és Imortal. 


domingo, 4 de setembro de 2011

Novo Acordo Ortográfico


Informo os leitores deste Blog de que, a partir da presente data vou adotar a escrita com base no Novo Acordo Ortográfico. Deste modo desculpem qualquer "errito" pois é fruto da adaptação.

Recordo a todos, que o Novo Acordo Ortográfico entrará em vigor a 01/01/2012.


sábado, 3 de setembro de 2011

O rapaz de bronze

Um livro que me marcou profundamente, uma peça representada por um grupo de alunos do Magistério Primário de Évora em 1986/87, do qual eu fazia parte.


O Rapaz de Bronze é um poema terno e divertido com flores que parecem pessoas e pessoas que parecem flores.
Esta história de Sophia de Mello Breyner Andresen é povoada de gladíolos, begónias, flores de muguet, rosas, urzes, glicínias, papoilas e todo o tipo de flores, algumas extraordinárias e diferentes, que sentem, emocionam-se, sofrem e riem como os humanos.
A importância das diferenças que dão beleza e sentido ao nosso mundo e o torna tão especial é o mote para este espectáculo.
O Rapaz de Bronze é uma estátua que à noite se enche de vida e que reina sobre todas as plantas e todos os animais, um príncipe que com a sua simplicidade dá a todos um exemplo de justiça.
Este é um convite ao imaginário infantil, uma entrada num mundo de sonho com pirilampos, moscardos, sapos tambores, cucos e rouxinóis, com céu aberto, iluminado de estrelas, com flores de estufa que usam placas de metal com o nome atado aos pés com fio de ráfia, com lua cheia, danças de flores, medos, mundos, sonhos e verdade.
O Rapaz de Bronze foi imaginado, entendido e trabalhado como um jogo de crianças e apesar de dirigido a todos é no mundo delas que pretende ter espaço. Em oposição à violência na ficção que se oferece à infância, este espectáculo, que queremos, encantador, é um conto de amizade onde importa a partilha, a sensibilidade, a generosidade e as promessas cumpridas.

(in YouTube por susanabrito1)

Um vídeo que levanta um pouco o véu desta magnífica história!





Sophia de Mello Breyner Andresen

Autor do Mês


BIOGRAFIA

Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu na cidade do Porto, em 1919, viveu em Lisboa, onde estudou e tirou o curso de Filologia Clássica e faleceu no dia 2 de Julho de 2004.
Sophia de Mello Breyner Andresen é considerada uma das poetisas e escritoras de livros para crianças mais importantes da Literatura Portuguesa.
Possui uma obra vastíssima, que inclui, contos e obras poéticas. Os seus livros relatam as vivências da autora durante a infância. Por exemplo, para escrever A Floresta a autora inspirou-se na quinta da avó onde costumava passar férias enquanto criança.
Em 1999 Sophia de Mello Breyner Andresen recebeu o Prémio Camões, sobre o qual muito se falou e escreveu na altura.
(in ecolenet)

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Passatempo 1

Casamento de Conveniência

Ele viu-a e pagou uma fortuna para ficar com ela. Pelo menos,
era o que todos pensavam. Mas este casamento não é o que parece…

Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 352
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892307169

Pode encontrar as respostas aqui.


O sorteio vai ser feito com o auxílio de Random.org
Regras para participar:
1-      Só é aceite uma participação por pessoa, mail e residência.
2-      Só são aceites participações de residentes em Portugal.
3-      O vencedor será sorteado aleatoriamente, contactado por mail e o resultado publicado neste Blog.
4-      Todas as participações com pelo menos uma resposta errada serão anuladas, assim como as que não obedeçam às regras estipuladas.
5-      A administração do Blog não se responsabiliza pelo possível extravio dos exemplares no correio.
6-      O passatempo é válido até às 23h 59m do dia 12 de Setembro corrente.


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Passatempo



É já  amanhã que este blog vai lançar o seu primeiro passatempo.
Estejam atentos! Participem!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Pecados na Noite - Opinião


Mais um excelente livro, desta não menos excelente série.
Sherrilyn Kenyon apresenta-nos, desta vez, Alexion, um homem extremamente misterioso que foi o Predador da Noite Ias, libertado do Reino das Sombras por Acheron, que se tornou o seu melhor amigo e que vive em Katoteros na própria casa de Ash. Alexion apaixona-se por Danger, Predadora da Noite, aquando da sua missão na Terra, missão essa que se prende com um grupo de Predadores que conspiram para se virarem contra Ash.
Adorei este livro porque abriu mais umas portas nos imensos mistérios que são o Acheron e o “berço” do exército de Ártemis e apresentou-nos a versão feminina dos Predadores. No entanto a história pareceu-me um pouco rápida demais, no que diz respeito ao romance entre Alexion e Danger. Esta sensação deve-se, talvez, à leitura dos outros livros, pois esta autora brinda-nos sempre com romances de amor cheios de desejo, atracção, paixão e muita garra e agora pareceu-me mais “despachada” neste aspecto (talvez eu quisesse ler um livro maior J).
É, sem dúvida, um livro que nos deixa à espera de mais, muito mais, e que esse mais venha depressa!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Experiência


Para quem participou neste teste, muito Obrigado!
Obrigado pela atenção dada a esta experiência de passatempo.

 







sábado, 20 de agosto de 2011

Passatempos

O Blog LER É VIVER também vai ter passatempos!

O símbolo destes passatempos vai ser uma Corujinha, escolhida devido à minha profissão.
Como os livrinhos são meus, pois não tenho "patrocinadores", vou tentar que os passatempos aconteçam numa periodicidade bimensal ou trimestral.
Para já, o primeiro, destina-se a todos os visitantes do Blog, depois logo se verá!
Estejam atentos, o primeiro vai ser já em Setembro, para comemorar os seis mesitos do Blog.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Lealdade Mortal - Opinião













Como é hábito a história passa-se em Nova Iorque no séc. XXI.
A tenente Eve Dallas enfrenta um bombista que está a ameaçar a cidade. Ela, que já enfrentou simples ladrões, psicopatas e criminosos de todas as espécies, encontra desta vez o terrorismo, tema nunca antes abordado na série.
O grupo lança o terror e a morte por toda a cidade e quando se aproxima das pessoas que Eve ama, ela toma como sua esta “guerra”, arriscando a sua própria vida.
Conta, como sempre, com a ajuda do marido, Roarke, para enfrentar o misterioso grupo terrorista denominado Cassandra.
J. D. Robb consegue neste livro interligar factos aparentemente isolados e colocá-los a par de modo surpreendente, como só ela sabe fazer e leva-nos a um desfecho que fica para além da nossa imaginação, tornando este livro um dos melhores da série.
Apesar de ter havido um avanço nas relações pessoais da Peabody, para mim, este livro tem um ponto negativo, que é o facto de não avançar muito na relação das personagens principais. Gostaria de ver crescer a relação da Eve e Roarke para outros níveis.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

BlogRing


Vou participar nesta iniciativa do blog My Imaginarium, vai ser muito interessante de certeza!
Quem estiver interessado é só seguir o link aqui e inscrever-se.

A Rapariga e o Espelho - Opinião



Um livrinho que se lê num ápice!
Duas histórias deliciosas, muito interessantes e simples onde se descrevem sentimentos profundos, bem ao estilo de Ahern.
Recomendo!

domingo, 14 de agosto de 2011

O livro da Tila

Um livro infantil que atravessou gerações e ainda encanta.
Existem também: O Cantar da Tila, poesia, e As cançõezinhas da Tila, livros com os poemas musicados, muito interessantes para que aprecia o género.

Que simpatia!

Um selito do Blog Atmosfera dos Livros.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

As Fadas Verdes



Outro livro da Matilde, um livro que foca o maravilhoso concreto da vida e da natureza em poesia e não o maravilhoso da fantasia. 
Neste livro, as Fadas são a natureza a floresta; as Fadas são o  Rosmaninho, a Romã, a Garça, a Borboleta, o Amor, ...
Esta autora dá-nos a alegria de podermos viver com felicidade, com o que temos à nossa volta, com o que é constante na nossa vida, com as coisas simples e belas que por vezes são tão esquecidas perante o nosso dia a dia pleno de outras preocupações. Ela ensina-nos a viver essa alegria e felicidade simples com palavras enormes e intensas cheias de significado, beleza, música e amor. 
São estes momentos e estas pessoas, com este dom mágico de escrever, que nos fazem acreditar que é possível ser feliz neste mundo tão complicado. 
É esta felicidade que temos de ensinar às nossas crianças para que elas a transportem para o futuro e a todos os adultos para que não se esqueçam que a vida é uma dádiva e que merece ser vivida na sua plenitude.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O palhaço verde



Um belíssimo exemplo do trabalho desta grande escritora, que viveu no meu imaginário de criança, e ainda vive, quando trabalho obras dela com os meus alunos e me transporto para esse belo mundo novamente. 
As ilustrações de Maria Keil, um grande nome nesta área, em parceria com a autora, tornam este livro um marco importante na literatura infantil portuguesa do Sec. XX.
Foi considerado o melhor livro estrangeiro, pela associação Paulista de Críticos de Arte de São Paulo, em 1991.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Matilde Rosa Araújo

O autor do mês - Literatura infantil e juvenil


"De seu nome completo Matilde Rosa Lopes de Araújo, nasceu em Lisboa em 20 de Junho de 1921.
Estudou na Faculdade de Letras de Lisboa, tendo terminado o curso de Filologia Românica no ano de 1945. Fez o estágio no ensino técnico, tendo sido professora em vários locais do país; acabou por fixar-se em Lisboa.
Recebeu um primeiro prémio no concurso do jornal O Século "Procura-se um Novelista", e no Jogos Florais Universitários de 1945, com o livro de contos Estrada sem nome - que foi publicado em 1947.
Colaborou em diversos jornais e revistas, escrevendo geralmente sobre a arte da educação e do ensino.
Escreveu, para adultos, contos em que descreve a realidade de uma forma poética.
Além de ter estudado a literatura infantil, tem escrito contos e livros de poesia, tentando transmitir aos jovens as suas ideias educativas e moralizadoras através de palavras delicadas em textos que também distraem e divertem.
Em 1980 recebeu o "Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura Para Crianças", ex-aequo com Ricardo Alberty."
Faleceu a 6 de Julho de 2010, com 89 anos.
(in guida.querido.net)

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Um violino na noite - Opinião



Adorei este livro, com uma história simples, com uma escrita magnífica, com um enredo de pessoas dispares que se encontram em redor da "Casa Espanhola", com romance e com escolhas difíceis, enfim, com todos os ingredientes necessários a um bom livro capaz de prender qualquer leitor, mesmo o mais exigente.

Um livro maravilhoso, para mim melhor que o anterior, se assim continuar, o Retrato de Família é livro a não perder!

domingo, 24 de julho de 2011

A Baía do Desejo - Opinião










A história fala-nos da grande mudança que se opera na vida de Mike quando parte para Silver Bay. O seu objectivo é investigar o local com o fim de construir um refúgio de férias, mas tudo se transforma ao contactar e viver com as gentes do local.
Conhece Hannah, que adora a vida no mar e tem uma paixão enorme pela vida dos golfinhos e das baleias; Kathleen, proprietária do Hotel Silver Bay, e famosa por ter capturado o maior tubarão visto em Nova Gales do Sul; além de Liza, mãe de Hannah, mulher cheia de mistérios e que esconde um segredo que a torna desconfiada de tudo e de todos.
Fiquei interessada no livro através da sinopse, e não me desiludiu. Com personagens essencialmente femininas, conta-nos a paixão de um homem que vê toda a sua vida mudar e que ajuda a desvendar todo o mistério que envolve Liza, Hannah e a suposta morte da sua irmã Letty.
Um livro com uma história muito simples, mas muito bela e cativante.

Etiquetas

"Francisco Maria" (2) Abbi Glines (1) Abigail Barnette (1) Afonso Cruz (31) Agatha Christie (3) Alan e Irene Brogan (2) Aldous Huxley (1) Alex Flinn (1) Alexandra Torres (1) Alexandre Honrado (4) Algernon Blackwood (1) Ali Shaw (1) Alice Hoffman (2) Alice Sebold (1) Alison Lucy (1) Ally Condie (1) Alvaro Giesta (10) Álvaro Magalhães (4) Alves Redol (2) Alyson Noël (6) Alyson Richman (1) Amy Hatvany (1) Ana C. Nunes (1) Ana Domingos (2) Ana Isabel Fonseca (1) Ana Punset (2) Ana Soares e Bárbara Wong (2) Anderson Cavalcante (1) André da Loba (2) André Letria (2) Andréa Del Fuego (1) Andrea Hirata (2) Andreia Ferreira (4) Andrew Davidson (1) Andy Jones (2) Anita Notaro (1) Anita Shreve (3) Ann Brashares (2) Anna Elliott (1) Anna Godbersen (1) Anna McPartlin (6) Anne Bishop (7) Anne Fortier (1) Anne Holt (1) Anne Tyler (1) Annie Barrows (2) Annie Murray (1) Antonio G. Iturbe (1) António Gedeão (1) António Lobo Antunes (1) António Mota (4) António R. Madureira (10) António Torrado (4) Aprilynne Pike (4) Arnaldur Indriðason (1) Art Spiegelman (1) Ary dos Santos (4) Audrey Niffenegger (1) Autores (38) Ayelet Waldman (1) Balanço (11) Barbara Bretton (1) Beatriz Lima (2) Bella Andre (5) Ben Schrank (1) Blake Crouch (1) Blog da semana (174) BlogRing (24) BookClub (13) Boris Starling (1) Bram Stoker (1) Bridget Asher (1) Brunonia Barry (1) C. L. Parker (1) C. W. Gortner (4) Camilla Lackberg (2) Capas Estrangeiras (36) Capas vs Capas (346) Carina Rosa (4) Carla M. Soares (9) Carlos Drummond de Andrade (1) Carlos Ruiz Zafón (1) Carolina Cordeiro (2) Cassandra Clare (2) Catarina Araújo (1) Catherine Anderson (2) Catherine Dunne (1) Catherine McKenzie (2) Cathy Kelly (1) Cecelia Ahern (2) Célia Correia Loureiro (11) Charlaine Harris (7) Charlotte Brontë (4) Cheryl Holt (3) Chiado Editora (1) Chris Priestley (2) Christine Feehan (1) Clarice Lispector (1) Colleen McCullough (1) Cornelia Funke (1) Crianças a Ler (79) Cristina Caboni (1) Cristina Cebola (10) Cristina Malaquias (3) Cristina Torrão (2) Curiosidades (2) Cynthia Hand (2) Dan Brown (1) Dan Wells (1) Daniel Glattauer (1) Daniel Silva (3) Danuta Wojciechowska (2) Daphne Du Maurier (1) David Baldacci (2) David Menasche (1) David Mourão Ferreira (1) David Nicholls (1) David Walliams (1) Debbie Macomber (2) Deborah Harkness (1) Deborah Levy (1) Deborah Smith (3) Denise Linn (1) Desabafos (5) Diana Gabaldon (1) Diana Palmer (1) Diane Chamberlain (2) Diane Setterfiel (1) Divulgação (43) Domingos Amaral (1) Donato Carrisi (1) Dora Levy Mossanen (1) Dorothy Koomson (5) E. L. James (2) E. Lockhart (1) E. S. Tagino (1) Eileen Goudge (2) Elin Hilderbrand (2) Elizabete Cruz (1) Elizabeth Adler (5) Elizabeth Berg (1) Elizabeth Chadwick (3) Elizabeth H. Winthrop (1) Elizabeth Hoyt (1) Elizabeth Smart (1) Elle Kennedy (3) Ellen Sussman (1) Emma Chase (3) Emma Donoghue (2) Emma Healey (1) Emma Wildes (8) Enrique Moriel (1) Eric Frattini (2) erik axl sund (3) Eva Stachniak (2) Eve Berlin (1) F. Scott Fitzgerald (1) Fábio Ventura (2) Fabio Volo (2) Fátima Lopes (2) Fátima Marinho (7) Fatima Mernissi (1) Fay Weldon (1) Federico Moccia (1) Fern Michaels (2) Fernando Alagoa (1) Fernando Namora (1) Fernando Pessoa (6) Filhotas (9) Filipa Fonseca Silva (1) Flávio Capuleto (3) Florbela Espanca (3) Florencia Bonelli (4) Francisco Azevedo (2) Francisco Salgueiro (1) Frank Baum (1) Franz Kafka (1) Fred Vargas (1) Gabriele Picco (2) Gabrielle Kimm (1) Gail Caldwell (2) Gayle Forman (1) George Orwell (1) George R. R. Martin (3) Gilles Legardinier (1) Gillian Flynn (1) Gillian Shields (1) Glenn Meade (1) Graham Joyce (2) Graham Moore (1) Grégoire Delacourt (2) Guillaume Musso (2) Hans Rosenfeldt (1) Haruki Murakami (1) Helena S. Paige (1) Henning Mankell (2) Henrique Cayatte (2) Herbjørg Wassmo (1) Hilary Boyd (1) Ildefonso Falcones (1) Ilse Losa (4) Ilustradores (13) Imagens (9) Inês de Santar (1) Inês Maia (1) Isabel Allende (1) Isabel Ricardo (1) Isabel Stilwell (1) J. A. Redmerski (2) J. C. Reed (1) J. D. Robb (3) J. K. Rowling (1) J. R. Ward (20) J.D. Salinger (1) Jacqueline Carey (1) James Bowen (1) James Dashner (1) James Patterson (4) James Thompson (3) Jamie Ford (1) Jamie McGuire (1) Jan Goldstein (1) Jane Austen (1) Jane Hamilton (1) Jean Sasson (3) Jennifer Armentrout/J. Lynn (1) Jennifer Armintrout (1) Jennifer Echols (1) Jennifer Haymore (1) Jennifer Lynch (2) Jennifer Niven (1) Jess Michaels (1) Jéssica As Inácio (1) Jessica Sorensen (1) Jessica Thompson (3) Jill Mansell (5) Joakim Zander (2) Joana Miranda (1) Joanna Rees (1) Joanne Harris (2) João Pedro Marques (1) João Ricardo Pedro (2) Joaquim Fernandes (2) Joël Dicker (1) John Boyne (2) John Greene (3) John Verdon (1) Jojo Moyes (10) Jorge Santos (1) José Guerra (2) José Jorge Letria (4) José Luís Peixoto (9) José Manuel Saraiva (2) José Rodrigues dos Santos (4) José Saramago (4) Josephine Angelini (2) Jude Deveraux (3) Judy Blume (1) Julia London (1) Julia Quinn (11) Julian Barnes (2) Julie Cross (2) Julie Garwood (1) Julie Lawson Timmer (1) Juliet Marillier (4) Juliette Fay (1) Júlio Dinis (1) Júlio Magalhães (4) K. O. Dahl (1) Kanae Minato (2) Karen Marie Moning (11) Karen Rose (1) Karin Slaughter (1) Katarina Bivald (2) Kate Morton (6) Kate Pearce (4) Katherine Applegate (2) Katherine Webb (1) Kathryn Stockett (1) Keith Donohue (1) Ken Follett (2) Kerstin Gier (2) Khaled Hosseini (3) Kim Harrison (1) Kristin Hannah (1) Kristin Harmel (1) L. C. Lavado (9) L. Marie Adeline (1) Lara Adrian (11) Laura Dave (2) Laura Esquível (1) Laura Kinsale (1) Laura Lee Guhrke (3) Laurelin Paige (1) Laurell K. Hamilton (6) Lauren DeStefano (3) Lauren Kate (3) Lauren Weisberger (1) Lesley Pearse (11) Letras Portuguesas (25) Liane Moriarty (2) Libba Bray (2) Liliana Lavado (1) Linda Carlino (2) Linda Howard (3) Lisa Gardner (1) Lisa Genova (1) Lisa Kleypas (6) Livro do mês (54) Louisa May Alcott (1) Luanne Rice (2) Lucinda Riley (2) Lucy Dillon (1) Luís Abreu (1) Luís Miguel Rocha (1) Luís Sepúlveda (1) Luís Sequeira Lopes (1) Luísa Beltrão (1) Luísa Castel-Branco (5) Luisa Ducla Soares (4) Luisa Weiss (1) Lygia Fagundes Telles (1) M. L. Castro (1) M. L. Stedman (2) M. R. Carey (2) M.R. Carey (1) Madalena Matoso (2) Madeline Hunter (2) Maeve Haran (1) Malala Yousafzai (1) Manuel Alegre (2) Manuel Alves (2) Manuela Bacelar (2) Marc Levy (5) Marek Halter (1) Margaret George (1) Margaret Graham (1) Margarida Pizarro (1) Margarida Rebelo Pinto (3) Mari Jungstedt (1) Maria Alberta Menéres (4) María Dueñas (3) Maria Helena Maia (1) Maria Helena Ventura (3) Maria Keil (2) Maria Lamas (2) Maria Luísa Castro (1) María P Q del Hierro (1) Marian Izaguirre (2) Marina Fiorato (1) Mario Vargas Llosa (2) Mário Zambujal (1) Marion McGilvary (1) Marion Zimmer Bradley (2) Markus Zusak (2) Marta Spínola (2) Martin Suter (1) Mary Ann Shaffer (2) Mary Balogh (2) Mary Higgins Clark (1) Mary Loudon (1) Mathias Malzieu (1) Matilda Wright (2) Matilde Asensi (1) Matilde Rosa Araújo (4) Matt Haig (1) Matthew Quick (1) Maya Banks (3) Meg Cabot (2) Megan Hart (2) Megan Maxwell (3) Melissa Hill (2) Menna Van Praag (1) Michael Baron (2) Michael Hjorth (3) Miguel Esteves Cardoso (1) Miguel Sousa Tavares (2) Mitch Albom (1) Monica McCarty (1) Monica Murphy (3) Muriel Barbery (2) Música (25) Nancy Thayer (2) Natasha Solomons (1) Neil Gaiman (1) Neil Lochery (1) Nicholas Sparks (6) Nicky Pellegrinno (1) Nicole Jordan (2) Nina Sankovitch (1) Noelia Amarillo (1) Nora Roberts (11) Nós Poetas Editamos (1) Novidades (25) Nuno de Freitas (1) Nuno Markl (2) Olinda P. Gil (4) Olívia Darko (1) Opinião (467) Opiniões da Filipa (100) Opiniões da Margarida (47) Opiniões da Vera (84) Orhan Pamuk (1) P. C. Cast (3) P. C. Cast e Kristin Cast (9) Palavras rasgadas (21) Paloma Díaz-Mas (1) Passatempos (90) Pat R (2) Patricia Briggs (2) Patrícia Carreiro (1) Patrícia Madeira (3) Patrícia Reis (1) Patricia Scanlan (4) Patricia Wood (1) Patrick Modiano (2) Patrick Rothfuss (1) Patrick Süskind (1) Paula Hawkins (2) Paula Santos (1) Paullina Simons (4) Pearl S. Buck (3) Pedro de Freitas Branco (1) Pedro Jardim (1) Penguin Random House (6) Pepetela (1) Philippa Gregory (3) Pierre Lemaître (2) Plb (5) Poesia (95) Possidónio Cachapa (1) R. J. Palacio (2) Rachel Caine (1) Rachel Hawkins (2) Rachel Joyce (1) Rainbow Rowell (2) Ransom Riggs (1) Raymond E. Feist (1) Raymond Feist (1) Rebecca Beltrán (1) Rebecca Béltran (1) Renée Knight (2) Rhidian Brook (1) Ricardo Alberty (3) Ricardo Amaral (1) Ricardo Martins Pereira (1) Ricardo Tomaz Alves (2) Richard Doetsch (1) Richard Harvell (1) Richard Hewitt (1) Richard Zimler (1) Richelle Mead (5) Rick Yancey (1) Rita Leston (1) Robin Nobb (1) Roger R. Talbot (1) Romana Petri (2) Rosa Lobato de Faria (2) Rosa Luna (1) Rosa Solidão (14) Rosamund Lupton (2) Rose Tremain (1) Rosie Thomas (1) Rui Zink (1) Ruta Sepetys (2) Rute Canhoto (3) Rute Reimão (2) Rute Silva Correia (1) Ruth Cardello (5) S. B. Hayes (1) Sadie Matthews (5) Samantha Hayes (1) Samantha Young (1) Sandra Brown (5) Sandra Fernandes (9) Santa Montefiore (1) Sara Farinha (1) Sara Gruen (1) Sara Rodi (1) Sarah Addison Allen (1) Sarah Dunant (2) Sarah MacLean (1) Sarah Pekkanen (3) Scott Westerfeld (2) Segredo dos Livros (69) Selinhos (18) Sharon Dogar (1) Shayla Black (1) Sheila Norton (2) Sherrilyn Kenyon (16) Sherry Thomas (2) Sidney Sheldon (1) Silvia Avallone (1) Sílvia Ferrante (1) Simone Elkeles (1) Sonali Deraniyagala (1) Sophia CarPerSanti (1) Sophia de Mello Breyner Andresen (4) Sophie Hannah (1) Sophie Jordan (2) Sophie Kinsella (2) St. John Greene (1) Stephen King (1) Stephenie Meyer (1) Stieg Larsson (1) Susana Esteves Nunes (1) Susanna Kearsley (5) Suzanne Collins (5) Sveva Casati Modignani (4) Sylvain Reynard (2) Sylvia Day (5) Sylvia de Béjar (1) T J Brown (1) Taiye Selasi (1) Tamara Ireland Stone (1) Tânia Ganho (5) Tânia Laranjo (1) Tara Hyland (1) Tara Moore (1) Taylor Stevens (1) Teixeira de Pascoaes (1) Teresa J. Rhyne (1) Teresa Lima (2) Teresa Medeiros (1) Terry Goodkind (1) Therese Fowler (2) Thomas Wheeler (1) Tiago Rebelo (2) Tom Wright (1) Toni Maguire (1) Tore Hayden (1) Tracey Garvis Graves (1) Tracy Chevalier (1) Trisha Ashley (1) valter hugo mãe (6) Vanessa Fidalgo (1) Vasco Ricardo (1) Veronica Roth (5) Victoria Hislop (1) Videos (6) Vieira Calado (6) Vina Jackson (1) Virginia Woolf (1) Vitor Frazão (2) Will Schwalbe (1) Yara Kono (2) Yrsa Sigurdardottir (1) Zeca Afonso (1) Zibia Gasparetto (5) Zulmira Baleiro (1)