terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Eu já vi! 245

E, para terminar 2014, deixo-vos mais umas quantas capas com este simpático casal.


Ver mais aqui

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Os inocentes - Opinião


SINOPSE: "Os Inocentes é um livro viciante — tem cenas repletas de ação, personagens dinâmicas e complexas e a dose certa de sedução e mistério — que, no final, vai deixar o leitor a questionar os seus próprios valores.
Esta é a história de uma amizade que luta pela sobrevivência numa conspiração que atinge as grandes esferas do poder. Ao longo destas páginas encontramos um assassino com uma missão especial e uma jovem em fuga cuja sobrevivência depende da cooperação entre ambos."



A opinião da Vera

“Os Inocentes” foi a minha estreia com David Baldacci, autor aclamado do thriller e acção. E ganhou mais uma fã. O livro é viciante e para quem gosta deste género, repleto de mistério e segredos, vai adorar “Os Inocentes”.
De início não nos parece possível que um assassino profissional venha a travar amizade com uma jovem adolescente e, inclusive, protege-la de quem a persegue. Mas o destino de Will e Julie está repleto de surpresas e ambos percebem que juntos poderão sobreviver.
Quando pela primeira vez, uma missão de Will corre mal, ele percebe que alguém o tramou e que a fuga é a sua salvação. Não esperava era encontrar Julie pelo caminho, também ela a braços com uma situação de vida ou morte: acaba de assistir ao assassinato dos pais e tem o criminoso no seu encalço.
A escrita é fluída e os capítulos repletos de acção. Com o decorrer dos acontecimentos, Will percebe que a história de Julie poderá estar relacionada com a sua história. Alguém os quer matar e nenhum dos dois sabe porquê! A única coisa que sabem é que não podem confiar em ninguém!
Julie tem uma inteligência fora de série e uma resistência pouco comum numa adolescente de 14 anos. Will é assassino mas trabalha pela paz mundial, trabalha sozinho e não mantém relações sociais com ninguém. Até que Julie traz ao de cimo sentimentos que ele já esquecera, como a preocupação pelo outro e o companheirismo. Ambos habituados à solidão e a lidar sozinhos com os seus problemas, terão de ceder para confiarem um no outro e ajudarem-se mutuamente.

Toda a história é repleta de voltas e reviravoltas, O FBI tem infiltrados que dificultam a proteção a Julie e a própria descoberta dos maus da fita. Will tem que trabalhar sozinho se quer chegar à verdade. No entanto vê na agente especial Nicole Vance uma possível aliada e decide arriscar e pela primeira vez trabalhar com uma parceira. Ajudar o Presidente dos EUA vai ser um dos pontos altos do percurso de Will na descoberta pela verdade.

Mistério, suspense e conspiração fazem deste livro uma leitura viciante e empolgante. Leiam, não se irão arrepender.


domingo, 28 de dezembro de 2014

Vida noutro Blog 140

"Palavras escritas ao vento" é o Blog da Mónica.
É um espaço sobre livros que cresce ao ritmo das leituras da sua administradora.
Convido-vos a conhecer este cantinho!


sábado, 27 de dezembro de 2014

Recomendo - dezembro de 2014

Depois do 1º livro, no mês de fevereiro, resolvi terminar a trilogia. Em bom tempo o fiz. São livros muito bem escritos. 
Fiquei fã do autor.


quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Misery - Opinião

SINOPSE: "Paul Sheldon é um famoso escritor de romances cor-de-rosa, tornado célebre pela personagem principal das suas obras, Misery Chastain. Porém, Sheldon entendeu que estava na hora de virar a página e decidiu «matar» Misery. É então que sofre um terrível acidente de viação e é socorrido por Annie Wilkes, uma ex-enfermeira que o leva para sua casa para o tratar. O que Paul não sabe é que Annie, a sua salvadora, é também a sua maior fã, a mais fanática e obcecada de todas — e está furiosa com a morte de Misery. Ferido e incapaz de andar, totalmente à mercê de Annie, Paul é obrigado a escrever um novo livro para «ressuscitar» Misery, como uma Xerazade dos tempos modernos nas mãos de uma psicopata tresloucada que há muito deixou de distinguir a realidade da ficção. Repleto de complexos jogos psicológicos entre refém e captor, "Misery" é uma obra de suspense e terror no seu estado mais puro."

A opinião da Filipa
 
Quando pegamos num livro, abrimos a porta para o cérebro de um escritor e, lemos a sua vivida imaginação... mas... nesse entretanto, não será também essa a realidade do mesmo?

Ao percorrer galopantemente as páginas deste magnífico, terrífico, thriller, conhecendo os recantos mais obscuros duma vilã sem defeitos, chego ao fim e só uma pergunta continua insistente no meu próprio cérebro... uma dúvida que me assolou quase desde o início, principalmente por causa das duas simples frases com que o livro termina.

Pouco posso dizer sobre este livro sem desvendar tudo aquilo que penso dele, apenas posso fazer ressaltar um aspecto meu desconhecido e que, felizmente, ficou esclarecido com esta minha fantástica leitura.
Stephen King, (estava eu convencida) só escreve livros com temas de terror, envolvendo algo sobrenatural.
Não.
Stephen King, escreve realmente sobre terror (como não, quando, neste romance, uma pessoa se encontra completamente à mercê de uma tresloucada, sem hipótese de fuga alguma?), no entanto, para mim, que adoro thrillers, este, é um perfeito thriller.
Com acontecimentos novos sempre prestes a decorrer, com novas revelações e "atentados", com diálogos entre captor e vítima bem recheados na sua loucura, com descrições gráficas do pesadelo que se viveu dentro da casa, com alucinações constantes e presentes até ao fim e carregado de tensão.

Por causa daquelas duas frases do fim que não me elucidaram quanto ao que penso, roubo uma estrela ou meia estrela, aqui, na classificação do goodreads a um livro que roça a perfeição.


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Primeiro passatempo de Natal - Resultado

Temos 666 seguidores! Muito Obrigada!

Chegou a hora de divulgar o nome do vencedor do livro de poesia "Meu Porto, Meu Abrigo" de Sandra Fernandes.

Com o nº 117, parabéns à  
Margarida Ferreira de Moraes.
Boas Leituras e Feliz Natal!

És o meu destino - Opinião

SINOPSE: "1938. A Nova Zelândia é um país belo e tranquilo. Um paraíso de onde Mariette, filha de Belle e de Étienne, só pensa em fugir. Cansada da tacanhez da pequena cidade onde vive, ela está disposta a embarcar para a Europa mesmo sabendo que essa viagem poderá ser-lhe fatal. O mundo prepara-se para a guerra, mas, para a irreverente Mariette, ficar é uma alternativa bem pior.
Chegada a Londres, a jovem depressa se deixa encantar pelas suas tentações e esquece o breve vislumbre que teve do amor. Londres é tudo aquilo com que sempre sonhou. Mas a noite do seu vigésimo-primeiro aniversário vai mudar tudo. Os violentos bombardeamentos nazis transformam a cidade mais vibrante da Europa num pesadelo de terror, devastação e morte. Pela primeira vez, ela sente o peso esmagador da solidão. É dos escombros da guerra, porém, que emergirá uma nova Mariette. A adolescente egoísta dá lugar a uma mulher forte, madura e abnegada que está disposta a tudo - até a morrer - para ajudar os mais desprotegidos. E é no seu momento mais vulnerável que o amor lhe bate à porta. Um amor tão inquieto e desesperado quanto o mundo que a rodeia."


A opinião da Vera 

Sou uma grande fã de Lesley Pearse e tenho lido todos os livros editados em Portugal. Adoro a escrita da autora, os dados históricos, o suspense, os personagens que enriquecem os seus livros. Um livro da autora é sinónimo de uma excelente leitura e de um livro que nos marca de alguma forma.
Belle é heroína que Lesley nos apresentou ainda criança e que neste novo livro é já uma mulher vivida e madura, com três filhos e o seu amor Éttienne. Mog vive com eles. Adorei rever estas personagens que já vêm dos dois livros anteriores e que guardei de uma forma especial no meu coração.

Se nos dois livros anteriores Belle era a nossa protagonista, neste livro é a sua filha Mariette que vai dar protagonismo e deixar-nos encantados com os traços que revela, herdados dos pais, na sua personalidade, que vai amadurecendo à medida que a sua vida vai mudando.
Mari passa de uma menina mimada e egoísta que viva na Nova Zelândia, para se transformar numa jovem mulher que vai enfrentar as dificuldades da Guerra, que vai à luta e está disposta a dar a sua vida pelos outros. O crescimento de Mari é de uma beleza esmagadora. 

Lesley Pearse foi-lhe atribuindo alguns namoricos mas Morgan, que Mari conhece na sua viagem de barco para Inglaterra, fica de alguma forma no seu coração e passados cinco anos eles voltam a cruzar-se…as circunstancias em que isso acontece, a forma como acontece é imprevisível e deixa-nos estarrecidos. 

Um livro mágico que não nos deixa indiferentes. Recomendo.
 
 

domingo, 21 de dezembro de 2014

Passatempo de Ano Novo

A ESCOLHA É TUA!

Queres ganhar um destes livros?

Basta dizeres que sim em comentário a este post e deixares o teu Nick de seguidor do Blog "Ler é Viver" e/ou da Página do FB.

  
O passatempo termina quando o Blog contar com 700 seguidores.


 Regras para participar:
1- Passatempo aberto a todos os interessados.
2- Só são aceites participações de residentes em Portugal e seguidores do Blog ou da Página do FB.
3- As participação serão numerados, por ordem de entrada das respostas aos posts, o vencedor será sorteado pelo sistema Random e o resultado publicado neste Blog e na página do FB.
4- Todas as participações serão anuladas, caso não obedeçam às regras estipuladas.
5- A administração do Blog  não se responsabiliza pelo possível extravio dos prémios no correio.
6- O 1º passatempo dos livros termina  no dia em que se consiga o nº de seguidores referidos acima.


Vida noutro Blog 139

E como é hábito, apresento-vos hoje mais um blog dedicado ao mundo dos livros e das leituras.
"Os livros da Maria" é um espaço agradável e interessante que vale a pena seguir!
Vamos passar por lá e seguir!


quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Quando a neve cai - Opinião



SINOPSE: "Numa cidade isolada por uma das maiores tempestades de neve dos últimos cinquenta anos, três histórias, oito raparigas e rapazes e mais uns quantos caminhos vão cruzar-se num romance brilhante, mágico e divertido, a que não faltarão fragmentos de amor, laços de amizade, uma maratona de filmes do James Bond e beijos muito apaixonados.
Um livro perfeito para quem gosta de histórias de amor e aventura."





A opinião da Filipa

Este livrinho é um dos ideais para se ler nesta época em que nos encontramos, a época natalícia.
Pessoalmente, adoro o Natal e sempre que posso, que vejo, que conheço, que alguém me recomenda um livro natalício, eu não descanso até o ter.
Preferencialmente natalício, mas, já tem acontecido ler um que se passa no inverno, com neve, frio e remetendo para esta data.

Este livro que foi este ano traduzido para Portugal pela editora Topseller como "Quando a neve cai" é um pequeno presente de letras.
São três histórias ternurentas que de alguma maneira se interligam no fim.

Sobre os contos:

O conto de Maureen Johnson é diferente pela história da protagonista, pois, tem uns familiares... não muito convencionais, e o que me "marcou" foi o nome da protagonista e o encanto dos pais por determinada coisa...
É uma história que começa mal para Jubilee mas que termina muito bem...
Vai conhecer uma família constituída por uma mãe, um filho e uma filha que a vão adorar e ela... a eles.

O conto de John Green foi o que menos gostei.
Custou-me muito avançar nas páginas.
Tem um final também fofinho, mas, até chegar lá.....
São três amigos que no dia de maior neve decidem sair de casa para irem ter a uma Waffle House com outro amigo que lá trabalha e, este, não quer estar sozinho com umas pessoas que estão a chegar.
Assim, alicia-os dizendo que andam por lá cheerleaders... de entre estes três amigos que vão lá ter com este que trabalha na waffle house, está uma rapariga que sempre foi uma Maria-rapaz... ou considerada assim...

O conto de Lauren Myracle é sobre uma rapariga que começou a namorar na véspera de Natal do ano anterior e, este ano, já não namora.
No entanto continua a gostar mesmo muito do ex-namorado.
Terminaram a relação porque ela fez asneira...

O fim do livro é marcado pelo reencontro de todas as personagens pois em cada conto, a determinada altura todas elas se vêem e conhecem.
Adorei o final, foi o que gostei mais do livro todo.
Verdadeiramente natalício.

Dou apenas três estrelinhas porque não há desenvolvimento e tudo acontece muito rápido (principalmente no primeiro conto), mas, como já referi, este é um livro de contos e, sendo que cada um, tem apenas 100 e tal páginas não havia espaço para grande desenvolvimento.

Recomendo para quem quiser uma leitura para ler à volta da lareira à volta dos dias 23, 24 e 25 de Dezembro.

Como última nota, só quero referir que é um YA, ou seja, um livro orientado para o público jovem-adulto, e as personagens têm todas menos de vinte anos.

Segundo Passatempo de Natal - Resultado

A vencedora do segundo passatempo de Natal, com a participação
 nº 168 é Catarina Azevedo Passão.


Muitos parabéns! Vai receber um livro da autora em questão, "Corações Sagrados" de Sarah Dunant.
Espero que seja do seu agrado!


O passatempo contou com 183 participações válidas e 2 não válidas.
Muito Obrigada!




Vamos lá divulgar o Blog porque o livro da Sandra Fernandes só será sorteado quando tivermos 666 seguidores

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Morte numa noite de verão - Opinião

SINOPSE: "De tronco nu e cabelo ao vento, Katrine Bratterud está eufórica: celebra a conquista de uma nova liberdade, agora que está prestes a terminar com sucesso um programa de reabilitação para toxicodependentes. Mas é no culminar dessa noite de furor e romance que Katrine se afasta para se refrescar num lago e morre brutalmente às mãos de um estranho, desaparecendo com ela os segredos que lhe trouxeram aquela felicidade recente.
Os inspetores Frølich e Gunnarstranda não acreditam em coincidências e, por isso, também não vêm a morte de Katrine como uma mera questão de azar. Rapidamente mergulham numa série de investigações, cada vez mais profundas, que não descuram nem a vida de drogas e de prostituição de Katrine, nem tão pouco as intervenções de médicos e funcionários na sua reabilitação.
A fúria do assassino oculto é desmedida e parece preparar-se para consumar novas mortes, num caso onde Katrine é a peça principal de um puzzle mais vasto e que remonta às suas origens.
Todos os homens que conheceu e amou são imediatamente suspeitos e só de uma certeza os inspetores podem estar seguros: uma mulher cativante e vulnerável como Katrine transforma até o mais reto dos seres em pecador."

 A opinião da Vera

Quando é lançado um livro de autores nórdicos e no género policial, quero pegar-lhe rapidamente. Tenho lido livros muito bons dentro deste género e escritos por autores nórdicos. Este não foi dos melhores, mas é um bom livro. Apesar de ser o segundo livro duma série, não senti qualquer dificuldade por não ter lido o anterior.

Katrine está a terminar um programa de reabilitação e tem a vida toda para seguir atrás dos seus sonhos e objetivos. Isto era o que ía acontecer, não fosse ela ter sido assassinada a poucos dias de começar uma nova vida. Além de que Katerine tinha feito uma descoberta importante, mas disso o leitor só saberá mais tarde. 

Os investigadores Frølich e Gunnarstranda são os responsáveis pelo caso. Penso que a dupla de investigadores tem sempre um papel extremamente importante nos livros deste género e infelizmente esta dupla não me cativou. Não gostei da forma como trabalhavam juntos e irritei-me algumas vezes com as quezílias deles. Além disso, ficamos a saber muito pouco das suas vidas, o que não contribui para melhorar este sentimento.

Os suspeitos são muito já que Katrine foi assassinada depois de ter estado numa festa, logo, todos os que estiveram nessa festa são suspeitos. Vamos assistindo as especulações dos investigadores, que vão eliminando um a um aqueles que não podem ser o assassino, até chegar ao verdadeiro criminoso. Pelo caminho, outras mortes acontecem, outros mistérios serão desvendados e ainda que o final tenha sido improvável, não me encheu as medidas. Não gosto de descrições muito violentas dos crimes mas aqui acho que o autor passou um pouco ao lado do crime em si, as descrições foram muito ligeiras e quase que tiraram o brilho daquela que deveria ser uma das cenas mais cativantes do livro, a par com a descoberta do assassino. 

Gostei particularmente dos motivos que o autor despoletou para o crime acontecer e de toda a história que criou acerca do passado de Katerine e da sua família biológica.

Um policial que envolve drogas, prostituição, mentiras e violência doméstica, e que, apesar do que referi como sendo menos positivo, se torna numa leitura rápida e compulsiva. 


domingo, 14 de dezembro de 2014

Vida noutro Blog 138

Um blog de opinião e divulgação que sigo há algum tempo.
Convido-vos a conhecer e seguir!




quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Bons sonhos, meu amor - Opinião

SINOPSE: "Arriscaria tudo por amor?
Nova Kumalisi faria qualquer coisa pelo seu melhor amigo. Ela deve-lhe a vida.
Por isso, quando ele lhe pede que seja mãe de substituição do seu filho e, apesar de saber que corre o risco de perder a amizade, Nova aceita.
Oito anos mais tarde, Nova está a criar o filho de Mal sozinha, porque a mulher dele mudou de ideias, escassos meses antes de a criança nascer, assim destruindo a relação entre os dois amigos.
Agora, Leo, o filho de ambos está gravemente doente. Nova quer que Mal conheça o filho antes que seja demasiado tarde.
Na tragédia descobrirão o quanto significam um para o outro."


A opinião da Filipa

"Bons sonhos, meu amor" é simplesmente uma história que aborda um dos medos mais temíveis. . . O medo de perdermos um filho. . .

O fim do livro é uma doçura, assim como, todas as passagens em que a mãe recorda momentos passados com o filhote, em diferentes anos.
Ficamos a conhecer o pequeno em todas as suas diabruras que levavam a mãe a chatear-se e em todos os momentos que se ria com ele. As brincadeiras entre mãe e filho. . .
Temos presente o medo da mãe, de não mais voltar a poder ter momentos com o filho. . .

A história do amor eterno entre dois amigos que não chega a acontecer e que seguem vidas diferentes devido ao acontecimento crucial desta história. . .

Aborda ainda uma doença, agora, mais falada e conhecida, a bipolaridade. Uma doença grave. Que afecta tanto a pessoa a quem lhe foi diagnosticada, como as pessoas que a rodeiam.
Aborda ainda, outra doença, a hemofilia, no seu estado mais grave.

A única razão porque não lhe vou atribuir as 5 estrelinhas é porque achei partes demasiado longas e que penso que, se fossem mais pequeninas, o livro não perdia a magia, pelo contrário.

Então, assim, é um livro que emociona, que me fez chorar, querer conhecer e abraçar todas as personagens, para sentir que tudo vai ficar bem. . .

 

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Uma casa no campo - Opinião

SINOPSE: "Issy, de quinze anos, e a mãe, recentemente divorciada, lutam por encontrar o seu caminho e o seu lugar na vida, sozinhas e em conjunto.
Aos trinta e oito anos, com pouco dinheiro e a braços com todas as responsabilidades, Caroline tenta reconciliar-se com a nova situação em que se encontra. Ao decidir deixar para trás a desafogada vida que levava em Singapura (bem como o seu infiel marido e a amante de longa data), acaba a viver no pub de uma aldeia inglesa, trabalhando como chef para ganhar a vida, conhecendo as pessoas mais pitorescas da zona e fazendo amigos. Porém, Issy adora o pai e secretamente culpa a mãe pela reviravolta operada na sua vida.Ao mesmo tempo que o sonho de Caroline de converter um velho celeiro num restaurante começa a tomar forma, a sua oportunidade de ser feliz é posta em causa por rumores de vingança e homicídio. Quando Issy, a meio caminho entre a adolescência e a idade adulta, começa a fazer algumas escolhas arriscadas, a situação complica-se ainda mais."


A opinião da Vera

Esta autora não me desilude: capas fantásticas, cenários maravilhosos, personagens interessantes e que nos prendem à leitura.
Embora este, de todos os que li da autora, tenha sido o que menos me cativou, não deixa de ser uma leitura agradável e cuja escrita nos envolve até ao final do romance.

Caroline, após um casamento idílico em Singapura, onde foi feliz durante muitos anos com o marido e a filha, descobre da pior maneira que estava a viver uma mentira e resolver voltar para Inglaterra. A filha Issi tem quinze anos e a sua vida virou do avesso e naquela idade complicada da adolescência, ela só consegue dirigir a sua raiva para a mãe, apesar de saber o que o seu adorado pai (James) as enganou a ambas.

O problema é que Caroline quer começar uma vida novas mas as suas economias estão nas lonas. Apesar de o seu marido ter muito dinheiro e uma vida opulenta, nem sempre envia o dinheiro para pagar as despesas e a educação da filha, pelo que Caroline está num grande aperto e tem sobrevivido com a ajuda dos seus pais.

Ambas acabam por ir para o Sul de Inglaterra onde, apesar de Issi se sentir deslocada e infeliz, Caroline sente-se em casa e pronta para renascer. Quando entra no pub local, Maggie oferece-lhe uma sopa quente e um brandy e a promessa que tudo se vai resolver. É o início de uma grande amizade.

A vida de Caroline começa a endireitar-se, ela delicia os habitantes locais com os seus cozinhados no pub, pretende reconstruir o velho celeiro e ir atrás dum sonho, a filha começa a adaptar-se…e de repente James visita a ex-mulher deixando-a confusa e sem saber o que pensar. Quando James regressa a Singapura e acaba por morrer em circunstâncias muito suspeitas, os dados estão lançados: crime, lavagem de dinheiro, ameaças e negócios obscuros… nesta fase teria sido interessante a autora explorar um pouco mais e adensar o mistério.

Uma história empolgante, onde há lugar para um novo amor, novas amizades e um novo recomeço. Vale a pena ler.
 
 

domingo, 7 de dezembro de 2014

Vida noutro Blog 137

Um blog sobre leituras, culinária, estética, filmes, séries, ...
É o mundo da Tita, no mundo dos blogs.
"O prazer das coisas", já conhece?!





quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Escravos do amor - Opinião

SINOPSE: "Satisfação sexual...
Os dez anos como escravo sexual num bordel turco fizeram com que Lorde Valentin Sokorvsky tivesse um insaciável apetite sexual. Agora, chegou a hora de casar, mas encontrar uma mulher que consiga satisfazer os seus luxuriosos desejos representa um autêntico desafio para ele... Até que conhece Sara e tudo em que consegue pensar é em tê-la sob o seu corpo viril, suplicando-lhe que o saboreie e o acaricie.
Sedução sensual...
Sara Harrison sabe que deveria ficar escandalizada e assombrada pelos atrevidos avanços de Lorde Sokorvsky, mas, ao invés, sente-se secretamente excitada e atraída por aquele homem sensual e sedutor. Escondida atrás da sua calma e das suas maneiras requintadas, encontra- se uma mulher sensual que deseja as carícias íntimas de um homem e anseia ser educada na arte da sensualidade para dar e receber prazer e sucumbir a um louco desejo que não conhece limites."


A opinião da Filipa
 
Este é o primeiro volume da série da Casa Do Prazer, "Escravos do amor" e penso que tanto o título como a capa não poderiam estar mais adequados ao conteúdo.
Na contra-capa do livro existe esta informação:

Aviso: Este livro pode conter descrições explícitas de cariz sexual.
É este o tipo de livro que vão levar para casa, se o escolherem.


Passemos então à história.
Sara Harrison é uma jovem ingénua, bonita e determinada que conhece Lorde Valentin Sokorvsky e a sua vida muda.
Lorde Valentin é um homem marcado por experiências passadas, experiências essas que vão influenciar toda a sua vida pessoal e todo o relacionamento com Sara. Teve um passado conturbado, e procura satisfação e aprovação por parte das mulheres, e não só.

Existe uma sedução constante por parte dos dois para assegurar que ambos dão e recebem prazer. Descrições explícitas percorrem toda a narrativa.
Há relações "alternativas" no livro e tal como a série é conhecida, existe uma casa do prazer, onde. . . bom. . . tudo mas TUDO é permitido. Há fantasias para todos os gostos e com vários intervenientes.

Há uma intriga que envolve toda a história desde o início, atraindo o perigo e incerteza para Lorde Valentin.
Podem haver supresas na resolução da intriga.

Concluindo, diria que, é um livro levezinho, para descontrair de leituras mais pesadas e diria ainda que, quem não tem uma mente aberta para o sexo, certas partes poderão ser mais difíceis de ler e podem repugnar e mesmo quem tenha essa mente aberta, certos aspectos de certas relações podem não atrair. . .

Eu gostei e cá aguardo o próximo volume da série.


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

À primeira vista - Opinião

SINOPSE: "Até que ponto nos conhecemos a nós próprios e àqueles que amamos? Jeremy Marsh nunca teria imaginado que alguma vez viesse a deixar Nova Iorque, a sua família e os seus amigos para mudar-se para Boone Creek, uma pequena vila do Sul dos Estados Unidos com a qual estará familiarizado se leu o último romance de Nicholas Sparks, Quem Ama Acredita. Mas se Jeremy aprendeu algo durante o curto espaço de tempo passado nesta localidade é que há coisas para as quais não é possível encontrar explicação. Como estar a alguns meses de se tornar pai, quando a própria ciência inviabilizava esta opção. Ou como estar a ainda menos a meses de casar com Lexie, apesar de a ter conhecido há tão pouco tempo. Para estas duas pessoas que ainda lutam para se adaptarem uma à outra, tamanhas mudanças vão constituir uma fonte de crescentes tensões, capazes de pôr à prova os sentimentos que ambos nutrem pelo outro. Quando simultaneamente Jeremy recebe uns misteriosos e-mails que sugerem que ele não conhece Lexie tão bem como deveria e que ela lhe anda a ocultar aspectos da sua vida, sente-se vacilar. Será ela aquilo que parece à primeira vista? Mas o verdadeiro desafio à fé no amor de ambos ainda está para vir... Um livro de grande impacto emocional sobre confiança, novos começos e um amor infinito que constantemente redefine o nosso modo de encarar a vida e de ultrapassar os obstáculos que esta nos reserva."


A opinião da Vera

Este livro não foi dos melhores que já li do autor. É uma boa leitura, mas não é arrebatadora.
Quando Jeremy se desloca a Boone Creek a fim de fazer pesquisa para o seu trabalho, está longe de imaginar como a sua vida vai mudar. Ao conhecer a bibliotecária da vila, ele apaixona-se irremediavelmente e, quando se envolvem e Lexie engravida, ele não pensa duas vezes antes de deixar a sua vida e a sua carreira em Nova York, para se mudar para a pacata vila.

As mudanças são mais que muitas e nem toda gente considera que Jeremy saiba o que está a fazer. As tentativas de sabotarem a relação provocam um bloqueio criativo a Jeremy, que começa a colocar as suas decisões em causa.
A par disso, surgem algumas complicações na gravidez, o que instintivamente faz com que o casal se una e consiga resolver os seus problemas. Assim pensavam eles, mas a vida pode ser muito astuta e pôr-nos à prova das mais variadas formas.

Um romance que contém todos os ingredientes a que Sparks já nos habituou, mas que não me preencheu por completo.


sexta-feira, 28 de novembro de 2014

As promessa da noite - Opinião

SINOPSE: "O fim de relação com Dominic deixou Beth de coração despedaçado. Acreditara desde o início na força daquele amor que seria eterno, mas um mal-entendido mostrou-lhe a fragilidade da relação e deitou tudo a perder. Por mais que tentasse evitar a constante presença e interferência de Andrei Dubrovski no seu relacionamento, o poder deste impedia-a de ser livre.
Desde que o conhecera que Andrei teimava em impedir a sua felicidade junto a Dominic, e desta vez parecia ter finalmente alcançado o seu objetivo. Dominic partira rumo a um novo projeto profissional e, porventura, a uma nova vida amorosa sem Beth. Mas será que Andrei conseguirá o que quer?
A persistência de Beth no amor que sente por Dominic, e a certeza de que nada pode ter feito de errado, irão levá-la a viajar desesperadamente até Paris, atrás de Dominic, na esperança de uma reconciliação e, quem sabe, de provar que o verdadeiro amor pode superar as mais graves das provações."


A minha opinião

Uma trilogia que chega ao fim. Um livro erótico/romântico que marca a diferença. Uma história, não só de sexo, mas de paixões, conflitos, emoções e sentimentos.

Este volume conta-nos o desfecho da história de amor de Dominic e Beth. Uma história atribulada e cheia de mistérios que nos prende à leitura sem constrangimentos. Nela podemos encontrar espaço para a amizade, o companheirismo, a ternura, o amor e o sexo. Com ela lidamos com os contratempos, o perigo, a perda e a capacidade de seguir em frente.

Como já nos habituou a autora escreve muito bem, de forma simples e clara o que para mim constitui uma mais-valia. As descrições são tão ricas que nos transportam para os locais. As imagens são-nos colocadas na cabeça e parece que estamos ao lado das personagens. Estas crescem ao longo da narrativa e as novas introduções estão muito bem enquadradas no contexto sendo de certa forma complementares das principais. A Beth cresceu, amadureceu e o Dominic mostrou ser o grande homem que luta pelo seu amor. O amor entre os dois é sólido e inabalável.

Uma trilogia que adorei e recomendo sem qualquer entrave!
Uma autora que irei seguir com muita expetativa!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O décimo terceiro conto - Opinião

SINOPSE: "O Décimo Terceiro Conto narra o encontro de duas mulheres: Margaret, jovem, filha de um alfarrabista, biógrafa amadora, e Vida Winter, escritora famosa, que, sentindo aproximar-se o final dos seus dias, convida a primeira para escrever a sua biografia.
Na sua casa de campo, a escritora decide contar a verdadeira história da sua vida, revelando um passado misterioso e cheio de segredos. As duas vão partilhar vivências profundas, resgatando velhas memórias e confrontando-se com fantasmas há muito adormecidos.
Sem que pudessem inicialmente prever, acabam por entrelaçar as suas vidas de forma tão intensa, que o resultado não poderia ser outro que não uma inesquecível história de amor, amizade e solidão."


A opinião da Filipa
 
Mal comecei a ler este livro fui transportada para outro ambiente, reportei-me a um passado e a um presente que fui conhecendo a cada palavra, a cada frase que lia.
Diane Setterfield é sem dúvida uma EXCELENTE contadora de histórias.

Seguimos a história de uma mulher, Margaret, que anda a contas com o seu passado. . . umas perguntas que nunca tiveram resposta... vive com o amor imenso do pai. . . e uma outra mulher, Vida Winter, que tendo os seus dias contados sente que chegou a hora da história dela, a verdadeira, vir a lume. Ganhou a vida a contar histórias pois é uma escritora famosa e vai então contar com a ajuda de Margaret para a ajudar a escrever a sua verdadeira história, sentindo que ambas têm algo em comum.

Nós, os leitores, somos levados num labirinto de descobertas e segredos e quando nos encontramos já no fim do livro e pensamos que acabaram as revelações mas estamos muito enganados!

Como já referi, adorei a escrita da autora, ao longo de todo o livros as suas descrições embalam a história e sendo assim não resisto a colocar aqui uma das frases do livro que adorei, mas esta é apenas uma entre tantas outras. Diz assim:

". . . Todos temos as nossas mágoas, e embora os contornos exactos, o peso e as dimensões sejam diferentes para cada pessoa, a cor do sofrimento é comum a todas. . ."
 


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Amanhecer ao luar - Opinião

SINOPSE: "Com esta nova trilogia situada na bela povoação de Edilean, na Virgínia, Jude Deveraux conta-nos a história de três jovens mulheres, melhores amigas da faculdade, das suas vidas, dos seus amores e dos sonhos que pretendem realizar.
Por sugestão da sua grande amiga Kim, Jecca Layton deixa de lado o mundo da arte de Nova Iorque para passar o verão entregue à sua paixão, a pintura, enquanto desfruta da unida comunidade artística de Edilean.
O primo de Kim, Tristan Aldredge — o atraente e dedicado médico da povoação — sente há anos uma profunda atração pela «irmã» universitária da prima, embora até então só a tenha visto uma vez na vida; agora, Jecca sente-se cativada pelos encantos deste homem forte e sensível num verão de prazer sensual.
Porém, quando as nuvens negras anunciam o regresso de Jecca à «vida real» e à grande cidade, os amantes devem tomar uma decisão: poderão sobreviver à separação? E qual dos dois sacrificará parte dos seus sonhos para poderem continuar juntos?"

A opinião da Vera
 
Que saudades da escrita desta autora! Adorei este novo romance e foi maravilhoso reviver Edilean e aquele ambiente bucólico. Em contraste com a Nova Iorque de Jecca, foi uma lufada de ar fresco e foi uma verdadeira delícia ver a transformação que se operou na nossa personagem principal.

Adorei a capa, adorei a história. Adorei Jecca, Tristan e a doce Nell.
Mais uma vez, Jecca vai passar umas férias a Edilean, aproveitar para pintar naquelas maravilhosas paisagens e receber a inspiração da natureza. Jecca é uma artista, tal como a sua amiga Kim, mas, no seu caso, não consegue vender as suas obras, o que a deixa desanimada com a vida. Quando chega ao destino, Jecca não faz ideia do que está para acontecer na sua vida. É que, quando o médico da cidade soube que ela estava a chegar, decidiu arquitetar um plano para a cortejar. A forma como Tristan e Jecca se conhecem é genial, um blind date literal e cheio de sedução e romantismo. A autora esmerou-se no encontro em que, finalmente, ambos se vêm à luz do dia pela primeira vez.
Várias peripécias vão dando vida ao livro – a festa em casa de Rebecca foi um verdadeiro acontecimento – mas o romance entre Jecca e Tristan ocupa quase todo o nosso pensamento. Foram feitos um para o outro.

Também gostei imenso das maravilhosas Lucy e Misstress Wingale (gostava de ter sabido mais sobre as vidas de ambas) e das danças graciosas que Jecca começou a praticar com elas.
O livro lê-se num instante, graças à escrita a que Jude nos habituou. Gostava que a autora tivesse dado um pouco mais de relevância à amizade de Kim e Jecca, já que ela vai para Edilean porque Kim é de lá e são as melhores amigas, mas, na verdade, pouco se cruzam no livro. É inevitável terminar esta leitura com um sorriso nos lábios. Recomendo.


domingo, 23 de novembro de 2014

Passatempos de Natal

Olá! Cá estamos de novo com um passatempo duplo, para seguidores e não seguidores.
Neste Natal o Blog "Ler é Viver" vai sortear dois livros.



O primeiro é um livro de poesia de uma autora açoreana muito talentosa.
 "Meu porto, Meu abrigo"
Este livro será sorteado assim que o Blog contar com 666 seguidores. (Ui que número!!! lol)



O segundo é um livro fantástico.
 "Corações Sagrados"

Este livro será sorteado no dia 15 de dezembro, para chegar a casa antes do Natal.



Para participar, basta enviar um mail para calin-da@sapo.pt com o nome das autoras dos dois livros. Nada mais fácil, certamente.    
BOA SORTE!


Regras para participar:
1- Passatempo aberto a todos os interessados.
2- Só são aceites participações de residentes em Portugal.
3- As participação serão numerados, por ordem de entrada dos mails, e os vencedores serão sorteado pelo sistema Random e o resultado publicado neste Blog e na página do FB.
4- Todas as participações serão anuladas, caso não obedeçam às regras estipuladas.
5- A administração do Blog  não se responsabiliza pelo possível extravio dos prémios no correio.
6- O 1º passatempo dos livros termina  no dia em que se consiga o nº de seguidores referidos acima e o 2º no dia 15 de dezembro do corrente ano.

Etiquetas

"Francisco Maria" (2) Abbi Glines (1) Abigail Barnette (1) Afonso Cruz (31) Agatha Christie (3) Alan e Irene Brogan (2) Aldous Huxley (1) Alex Flinn (1) Alexandra Torres (1) Alexandre Honrado (4) Algernon Blackwood (1) Ali Shaw (1) Alice Hoffman (2) Alice Sebold (1) Alison Lucy (1) Ally Condie (1) Alvaro Giesta (10) Álvaro Magalhães (4) Alves Redol (2) Alyson Noël (6) Alyson Richman (1) Amy Hatvany (1) Ana C. Nunes (1) Ana Domingos (2) Ana Isabel Fonseca (1) Ana Punset (2) Ana Soares e Bárbara Wong (2) Anderson Cavalcante (1) André da Loba (2) André Letria (2) Andréa Del Fuego (1) Andrea Hirata (2) Andreia Ferreira (4) Andrew Davidson (1) Andy Jones (2) Anita Notaro (1) Anita Shreve (3) Ann Brashares (2) Anna Elliott (1) Anna Godbersen (1) Anna McPartlin (6) Anne Bishop (7) Anne Fortier (1) Anne Holt (1) Anne Tyler (1) Annie Barrows (2) Annie Murray (1) Antonio G. Iturbe (1) António Gedeão (1) António Lobo Antunes (1) António Mota (4) António R. Madureira (10) António Torrado (4) Aprilynne Pike (4) Arnaldur Indriðason (1) Art Spiegelman (1) Ary dos Santos (4) Audrey Niffenegger (1) Autores (38) Ayelet Waldman (1) Balanço (11) Barbara Bretton (1) Beatriz Lima (2) Bella Andre (5) Ben Schrank (1) Blake Crouch (1) Blog da semana (174) BlogRing (24) BookClub (13) Boris Starling (1) Bram Stoker (1) Bridget Asher (1) Brunonia Barry (1) C. L. Parker (1) C. W. Gortner (4) Camilla Lackberg (2) Capas Estrangeiras (36) Capas vs Capas (346) Carina Rosa (4) Carla M. Soares (9) Carlos Drummond de Andrade (1) Carlos Ruiz Zafón (1) Carolina Cordeiro (2) Cassandra Clare (2) Catarina Araújo (1) Catherine Anderson (2) Catherine Dunne (1) Catherine McKenzie (2) Cathy Kelly (1) Cecelia Ahern (2) Célia Correia Loureiro (11) Charlaine Harris (7) Charlotte Brontë (4) Cheryl Holt (3) Chiado Editora (1) Chris Priestley (2) Christine Feehan (1) Clarice Lispector (1) Colleen McCullough (1) Cornelia Funke (1) Crianças a Ler (79) Cristina Caboni (1) Cristina Cebola (10) Cristina Malaquias (3) Cristina Torrão (2) Curiosidades (2) Cynthia Hand (2) Dan Brown (1) Dan Wells (1) Daniel Glattauer (1) Daniel Silva (3) Danuta Wojciechowska (2) Daphne Du Maurier (1) David Baldacci (2) David Menasche (1) David Mourão Ferreira (1) David Nicholls (1) David Walliams (1) Debbie Macomber (2) Deborah Harkness (1) Deborah Levy (1) Deborah Smith (3) Denise Linn (1) Desabafos (5) Diana Gabaldon (1) Diana Palmer (1) Diane Chamberlain (2) Diane Setterfiel (1) Divulgação (43) Domingos Amaral (1) Donato Carrisi (1) Dora Levy Mossanen (1) Dorothy Koomson (5) E. L. James (2) E. Lockhart (1) E. S. Tagino (1) Eileen Goudge (2) Elin Hilderbrand (2) Elizabete Cruz (1) Elizabeth Adler (5) Elizabeth Berg (1) Elizabeth Chadwick (3) Elizabeth H. Winthrop (1) Elizabeth Hoyt (1) Elizabeth Smart (1) Elle Kennedy (3) Ellen Sussman (1) Emma Chase (3) Emma Donoghue (2) Emma Healey (1) Emma Wildes (8) Enrique Moriel (1) Eric Frattini (2) erik axl sund (3) Eva Stachniak (2) Eve Berlin (1) F. Scott Fitzgerald (1) Fábio Ventura (2) Fabio Volo (2) Fátima Lopes (2) Fátima Marinho (7) Fatima Mernissi (1) Fay Weldon (1) Federico Moccia (1) Fern Michaels (2) Fernando Alagoa (1) Fernando Namora (1) Fernando Pessoa (6) Filhotas (9) Filipa Fonseca Silva (1) Flávio Capuleto (3) Florbela Espanca (3) Florencia Bonelli (4) Francisco Azevedo (2) Francisco Salgueiro (1) Frank Baum (1) Franz Kafka (1) Fred Vargas (1) Gabriele Picco (2) Gabrielle Kimm (1) Gail Caldwell (2) Gayle Forman (1) George Orwell (1) George R. R. Martin (3) Gilles Legardinier (1) Gillian Flynn (1) Gillian Shields (1) Glenn Meade (1) Graham Joyce (2) Graham Moore (1) Grégoire Delacourt (2) Guillaume Musso (2) Hans Rosenfeldt (1) Haruki Murakami (1) Helena S. Paige (1) Henning Mankell (2) Henrique Cayatte (2) Herbjørg Wassmo (1) Hilary Boyd (1) Ildefonso Falcones (1) Ilse Losa (4) Ilustradores (13) Imagens (9) Inês de Santar (1) Inês Maia (1) Isabel Allende (1) Isabel Ricardo (1) Isabel Stilwell (1) J. A. Redmerski (2) J. C. Reed (1) J. D. Robb (3) J. K. Rowling (1) J. R. Ward (20) J.D. Salinger (1) Jacqueline Carey (1) James Bowen (1) James Dashner (1) James Patterson (4) James Thompson (3) Jamie Ford (1) Jamie McGuire (1) Jan Goldstein (1) Jane Austen (1) Jane Hamilton (1) Jean Sasson (3) Jennifer Armentrout/J. Lynn (1) Jennifer Armintrout (1) Jennifer Echols (1) Jennifer Haymore (1) Jennifer Lynch (2) Jennifer Niven (1) Jess Michaels (1) Jéssica As Inácio (1) Jessica Sorensen (1) Jessica Thompson (3) Jill Mansell (5) Joakim Zander (2) Joana Miranda (1) Joanna Rees (1) Joanne Harris (2) João Pedro Marques (1) João Ricardo Pedro (2) Joaquim Fernandes (2) Joël Dicker (1) John Boyne (2) John Greene (3) John Verdon (1) Jojo Moyes (10) Jorge Santos (1) José Guerra (2) José Jorge Letria (4) José Luís Peixoto (9) José Manuel Saraiva (2) José Rodrigues dos Santos (4) José Saramago (4) Josephine Angelini (2) Jude Deveraux (3) Judy Blume (1) Julia London (1) Julia Quinn (11) Julian Barnes (2) Julie Cross (2) Julie Garwood (1) Julie Lawson Timmer (1) Juliet Marillier (4) Juliette Fay (1) Júlio Dinis (1) Júlio Magalhães (4) K. O. Dahl (1) Kanae Minato (2) Karen Marie Moning (11) Karen Rose (1) Karin Slaughter (1) Katarina Bivald (2) Kate Morton (6) Kate Pearce (4) Katherine Applegate (2) Katherine Webb (1) Kathryn Stockett (1) Keith Donohue (1) Ken Follett (2) Kerstin Gier (2) Khaled Hosseini (3) Kim Harrison (1) Kristin Hannah (1) Kristin Harmel (1) L. C. Lavado (9) L. Marie Adeline (1) Lara Adrian (11) Laura Dave (2) Laura Esquível (1) Laura Kinsale (1) Laura Lee Guhrke (3) Laurelin Paige (1) Laurell K. Hamilton (6) Lauren DeStefano (3) Lauren Kate (3) Lauren Weisberger (1) Lesley Pearse (11) Letras Portuguesas (25) Liane Moriarty (2) Libba Bray (2) Liliana Lavado (1) Linda Carlino (2) Linda Howard (3) Lisa Gardner (1) Lisa Genova (1) Lisa Kleypas (6) Livro do mês (54) Louisa May Alcott (1) Luanne Rice (2) Lucinda Riley (2) Lucy Dillon (1) Luís Abreu (1) Luís Miguel Rocha (1) Luís Sepúlveda (1) Luís Sequeira Lopes (1) Luísa Beltrão (1) Luísa Castel-Branco (5) Luisa Ducla Soares (4) Luisa Weiss (1) Lygia Fagundes Telles (1) M. L. Castro (1) M. L. Stedman (2) M. R. Carey (2) M.R. Carey (1) Madalena Matoso (2) Madeline Hunter (2) Maeve Haran (1) Malala Yousafzai (1) Manuel Alegre (2) Manuel Alves (2) Manuela Bacelar (2) Marc Levy (5) Marek Halter (1) Margaret George (1) Margaret Graham (1) Margarida Pizarro (1) Margarida Rebelo Pinto (3) Mari Jungstedt (1) Maria Alberta Menéres (4) María Dueñas (3) Maria Helena Maia (1) Maria Helena Ventura (3) Maria Keil (2) Maria Lamas (2) Maria Luísa Castro (1) María P Q del Hierro (1) Marian Izaguirre (2) Marina Fiorato (1) Mario Vargas Llosa (2) Mário Zambujal (1) Marion McGilvary (1) Marion Zimmer Bradley (2) Markus Zusak (2) Marta Spínola (2) Martin Suter (1) Mary Ann Shaffer (2) Mary Balogh (2) Mary Higgins Clark (1) Mary Loudon (1) Mathias Malzieu (1) Matilda Wright (2) Matilde Asensi (1) Matilde Rosa Araújo (4) Matt Haig (1) Matthew Quick (1) Maya Banks (3) Meg Cabot (2) Megan Hart (2) Megan Maxwell (3) Melissa Hill (2) Menna Van Praag (1) Michael Baron (2) Michael Hjorth (3) Miguel Esteves Cardoso (1) Miguel Sousa Tavares (2) Mitch Albom (1) Monica McCarty (1) Monica Murphy (3) Muriel Barbery (2) Música (25) Nancy Thayer (2) Natasha Solomons (1) Neil Gaiman (1) Neil Lochery (1) Nicholas Sparks (6) Nicky Pellegrinno (1) Nicole Jordan (2) Nina Sankovitch (1) Noelia Amarillo (1) Nora Roberts (11) Nós Poetas Editamos (1) Novidades (25) Nuno de Freitas (1) Nuno Markl (2) Olinda P. Gil (4) Olívia Darko (1) Opinião (467) Opiniões da Filipa (100) Opiniões da Margarida (47) Opiniões da Vera (84) Orhan Pamuk (1) P. C. Cast (3) P. C. Cast e Kristin Cast (9) Palavras rasgadas (21) Paloma Díaz-Mas (1) Passatempos (90) Pat R (2) Patricia Briggs (2) Patrícia Carreiro (1) Patrícia Madeira (3) Patrícia Reis (1) Patricia Scanlan (4) Patricia Wood (1) Patrick Modiano (2) Patrick Rothfuss (1) Patrick Süskind (1) Paula Hawkins (2) Paula Santos (1) Paullina Simons (4) Pearl S. Buck (3) Pedro de Freitas Branco (1) Pedro Jardim (1) Penguin Random House (6) Pepetela (1) Philippa Gregory (3) Pierre Lemaître (2) Plb (5) Poesia (95) Possidónio Cachapa (1) R. J. Palacio (2) Rachel Caine (1) Rachel Hawkins (2) Rachel Joyce (1) Rainbow Rowell (2) Ransom Riggs (1) Raymond E. Feist (1) Raymond Feist (1) Rebecca Beltrán (1) Rebecca Béltran (1) Renée Knight (2) Rhidian Brook (1) Ricardo Alberty (3) Ricardo Amaral (1) Ricardo Martins Pereira (1) Ricardo Tomaz Alves (2) Richard Doetsch (1) Richard Harvell (1) Richard Hewitt (1) Richard Zimler (1) Richelle Mead (5) Rick Yancey (1) Rita Leston (1) Robin Nobb (1) Roger R. Talbot (1) Romana Petri (2) Rosa Lobato de Faria (2) Rosa Luna (1) Rosa Solidão (14) Rosamund Lupton (2) Rose Tremain (1) Rosie Thomas (1) Rui Zink (1) Ruta Sepetys (2) Rute Canhoto (3) Rute Reimão (2) Rute Silva Correia (1) Ruth Cardello (5) S. B. Hayes (1) Sadie Matthews (5) Samantha Hayes (1) Samantha Young (1) Sandra Brown (5) Sandra Fernandes (9) Santa Montefiore (1) Sara Farinha (1) Sara Gruen (1) Sara Rodi (1) Sarah Addison Allen (1) Sarah Dunant (2) Sarah MacLean (1) Sarah Pekkanen (3) Scott Westerfeld (2) Segredo dos Livros (69) Selinhos (18) Sharon Dogar (1) Shayla Black (1) Sheila Norton (2) Sherrilyn Kenyon (16) Sherry Thomas (2) Sidney Sheldon (1) Silvia Avallone (1) Sílvia Ferrante (1) Simone Elkeles (1) Sonali Deraniyagala (1) Sophia CarPerSanti (1) Sophia de Mello Breyner Andresen (4) Sophie Hannah (1) Sophie Jordan (2) Sophie Kinsella (2) St. John Greene (1) Stephen King (1) Stephenie Meyer (1) Stieg Larsson (1) Susana Esteves Nunes (1) Susanna Kearsley (5) Suzanne Collins (5) Sveva Casati Modignani (4) Sylvain Reynard (2) Sylvia Day (5) Sylvia de Béjar (1) T J Brown (1) Taiye Selasi (1) Tamara Ireland Stone (1) Tânia Ganho (5) Tânia Laranjo (1) Tara Hyland (1) Tara Moore (1) Taylor Stevens (1) Teixeira de Pascoaes (1) Teresa J. Rhyne (1) Teresa Lima (2) Teresa Medeiros (1) Terry Goodkind (1) Therese Fowler (2) Thomas Wheeler (1) Tiago Rebelo (2) Tom Wright (1) Toni Maguire (1) Tore Hayden (1) Tracey Garvis Graves (1) Tracy Chevalier (1) Trisha Ashley (1) valter hugo mãe (6) Vanessa Fidalgo (1) Vasco Ricardo (1) Veronica Roth (5) Victoria Hislop (1) Videos (6) Vieira Calado (6) Vina Jackson (1) Virginia Woolf (1) Vitor Frazão (2) Will Schwalbe (1) Yara Kono (2) Yrsa Sigurdardottir (1) Zeca Afonso (1) Zibia Gasparetto (5) Zulmira Baleiro (1)